VI Diálogo Franco-Lusófono

Será realizado, de 05 a 07 de outubro de 2020, em São Carlos – SP, no Instituto de Arquitetura e Urbanismo (IAU-USP), o VI DIÁLOGO FRANCO-LUSÓFONO – ESPAÇO PÚBLICO: COSTUMES, DESVIRTUAÇÃO E REIVINDICAÇÃO. Prazo para apresentação de resumos: 03/02/2020.
 

Maiores informações clique no link.

Em Defesa da Democracia

A ANPUR subscreve a carta anexa, encaminhada pelo prof. Ildeu, presidente da SBPC, ao ministro presidente do STF, em defesa da democracia e contra qualquer aspiração golpista de retorno ao autoritarismo vislumbradas por autoridades do atual governo. 

A carta em anexo, pode ser visualizada aqui.

Submissão de artigos e inscrições abertas: VI SINARUB / V SNPD / V EMPURD

A Universidade Católica do Salvador, no período de 13 a 16  de maio de 2020 estará realizando o evento conjunto VI Simpósio Nacional o Rural e o Urbano no Brasil – SINARUB/ do V Seminário Nacional de Planejamento e Desenvolvimento / V Encontro Nacional dos Mestrados Profissionais da área PUR/D. O evento, que integra a agenda de eventos da ANPUR, ocorrerá em Salvador – BA, no campus Pituaçu da UCSAL. O SINARUB nasceu na área Geografia e tem fortalecido a abordagem interdisciplinar institucionalmente, trazendo Programas de Pós-graduação (PPG) da área do Planejamento Urbano, Regional e Demografia (PUR/D) para a sua realização a partir do amadurecimento da temática das relações entre o rural e o urbano, das ruralidades e urbanidades no planejamento e desenvolvimento.

Esta edição do evento tem traz o tema Por uma pauta de visibilidade do rural e do urbano: planejamento e desenvolvimento, a ser abordado como relativo aos modos de vida rural e urbano em diretrizes de desenvolvimento e nas ciências da sociedade e da natureza. Admite-se que o processo de urbanização enquanto dominante produz invisibilidade das peculiaridades sociohistóricas do mundo rural na relação com o urbano, dicotomias, e silencia a vida cotidiana em ecodinâmicas interescalares de desenvolvimento. O tema será desenvolvido em sete eixos.

Maiores informações clique no link

ENCONTRO DE ARTICULAÇÃO ESTADUAL – FÓRUM DE ENTIDADES EM DEFESA DO PATRIMÔNIO CULTURAL BRASILEIRO

A professora INÊS MARTINA LERSCH (UFRGS), que é membro suplente do nosso Conselho Fiscal, representou a ANPUR em reunião de Articulação Estadual do Fórum de Entidades em Defesa do Patrimônio Cultural, realizada nas dependências do IAB/RS, no dia 06 de novembro de 2019. Esta reunião tinha como objetivo dar início e encaminhamento às articulações estaduais para a difusão do Fórum no Rio Grande do Sul, seguindo as recomendações do debate realizado durante o 21º Congresso Brasileiro de Arquitetos, em outubro passado. O encontro contou com a presença de 13 pessoas, em representação de cerca de 15 entidades que compreendem o Fórum. O Fórum objetiva realizar o debate sobre os temas de interesse nesta área tão relegada no atual contexto político do país e a potencialização de ações conjuntas pelas instituições envolvidas.

Lançamento de Livro do Prof. FERNANDO CÉZAR DE MACEDO (UNICAMP)

O Professor FERNANDO CÉZAR DE MACEDO (UNICAMP), Diretor da ANPUR, lança o livro JÁDER DE CARVALHO E O NORDESTE: LITERATURA, JORNALISMO E REGIÃO, pela Editora da UECE.

Link para o livro.

“O livro Jáder de Carvalho e o Nordeste, de Fernando Cézar, recompõe não só a trajetória intelectual e política de um grande escritor brasileiro, isto, por si só, já seria um feito, pois não deve ser fácil sintetizar a vida longa, agitada e quixotesca de Jáder de Carvalho. O livro vai além da biografia intelectual e política do cearense; consegue, com propriedade, recompor as forças em disputa no Brasil sobretudo nos anos pós-1930.

O incrível personagem aqui estudado municiou Fernando para abordar, sob vários ângulos e a partir de uma região periférica do Brasil, a história das ideias e dos intelectuais brasileiros que atravessaram boa parte do século passado. Assim, o leitor entenderá como é possível a vida de um homem se entranhar de forma radical com a vida do país e dos temas cruciais de um povo: a democracia, a liberdade de imprensa, os direitos trabalhistas, o acesso à justiça, a desigualdade social, a reforma agrária, as disputas partidárias, a autonomia nacional, a arte burguesa e a cultura popular. Um recorte preciso e rico do complexo político, econômico e cultural brasileiro se apresenta aqui de forma articulada em prosa ágil e atrativa, através da história pessoal de um dos nossos mais talentosos polígrafos.

Talvez por sua formação – Fernando Cézar é professor do Instituto de Economia da UNICAMP – o autor conseguiu passear por diversos campos do conhecimento, de modo que o livro importa a pesquisadores de história, literatura, sociologia e comunicação interessados em compreender o Brasil republicano de 1920 até o ano de falecimento de Jáder, 1985. E mais ainda, Fernando mostra aos seus alunos de Economia que a área dos economistas é uma ciência humana essencialmente transversal. Com isso, contribui, assim espero, para que os seus colegas de profissão se tornem mais sensíveis à arte e à cultura assim como foi Jáder de Carvalho. (Prof. Dr. Rodrigo Marques Professor de Literatura da FECLESC – Campus da UECE no Sertão Central)

“Ao Brasil do século XX, não faltaram intérpretes que pensaram o país a partir dos mais variados problemas. Neste livro, Fernando Cézar de Macedo, professor da Unicamp, apresenta ao leitor um deles, menos conhecido fora dos limites do Ceará. O autor reconheceu em Jáder de Carvalho (1901-1985), típico homem de letras de seu tempo, os méritos de quem refletiu e escreveu sobre o Brasil e, mais especificamente, o Nordeste com pena incisiva, arguta, mas não menos sensível, equação justificada por sua biografia, marcada por idas e vindas entre o sol do sertão e a brisa do litoral.

            Em Fortaleza, passando ocasionalmente por outras capitais, Jáder de Carvalho deu corpo a uma carreira multifacetada, atuando em várias frentes: jornalismo, ensino, política, literatura. Nele, a impossibilidade de domesticar a palavra encontrou saídas interessantes, sendo possível encontrar o cronista no poeta, o jornalista no romancista. Como, então, compreender uma obra forjada no cruzamento de forças diversas e por vezes contraditórias? Jáder de Carvalho e o Nordeste: literatura, jornalismo e região aponta alguns (frutíferos) caminhos.

            Fernando Cézar de Macedo, atento, pois, ao caráter inquietante dessa vida-obra, mergulhou fundo na produção intelectual de Jáder de Carvalho – dando a ver o jornalista, o cronista, o romancista – para trazer à tona um livro que, entre outros méritos, coloca novamente em circulação a contribuição do notável cearense para o pensamento brasileiro e para a compreensão do Nordeste.” (Sávio Alencar)