Para além dos Encontros Nacionais, a ANPUR realiza, a cada dois anos, os Seminários Nacionais de Avaliação do Ensino e Pesquisa em Estudos Urbanos e Regionais – SEPEPUR. Em 2022, a iniciativa incorporou “Extensão” em seu enunciado: Seminário de Avaliação do Ensino, Pesquisa & Extensão em Estudos Urbanos e Regionais.

Os Seminários, realizados em anos intercalados em relação aos ENANPURs, contam com a presença dos coordenadores e representantes de todos os Programas de Pós-Graduação e Centros de Pesquisa filiados e associados, de muitos de seus professores e estudantes, de representantes das agências públicas do Sistema Nacional de Educação e do Sistema Nacional de Pesquisa, procurando consolidar o amplo esforço reflexivo da ANPUR.

O I SEPEPUR, realizado em São Paulo-SP (2002), trouxe como pauta de discussão os impasses da ampliação da formação de terceiro grau e a relação entre o ensino público e o ensino privado. O evento procurou discutir a dualidade entre a formação crítica da universidade pública e a formação para o mercado da universidade privada, indagando sobre a possibilidade da independência da pesquisa numa universidade não pública.

O II SEPEPUR, ocorrido em Belo Horizonte-MG (2004), debateu as tendências e implicações da internacionalização do ensino, a interação entre a pesquisa acadêmica e a sociedade civil, as redes e grupos de pesquisa e cooperação interinstitucional.

O III SEPEPUR, realizado em Salvador-BA (2006), discutiu as perspectivas da área frente às diretrizes colocadas pelo Plano Nacional de Pós-Graduação 2005-2010, considerando a implantação da reforma universitária, as diretrizes de fomento à pesquisa no país e as potencialidades e limites dos formatos para a Pós-Graduação stricto-sensu.

O IV SEPEPUR, ocorrido em Belém-PA (2008), levantou os seguintes temas para discussão: a interação junto à sociedade civil, metodologias de ensino, internacionalização e visibilidade dos programas, procurando construir uma agenda de pesquisa e ensino para a área.

O V SEPEPUR, realizado em Florianópolis-SC (2010), explorou o papel da universidade frente à fragilização de paradigmas e a atualização do pensamento sobre a cidade, a região e o território como reflexão para o ensino e pesquisa da área.

O VI SEPEPUR, ocorrido em Brasília-DF (2012), avaliou as propostas dos cursos de pós-graduação da área em relação às políticas e demandas dos Ministérios da Integração Nacional, das Cidades e do Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada, analisando o papel das universidades na formação do pensamento sobre as cidades e sobre o habitat, com o intuito de formular diretrizes para uma política da área urbana e regional.

O VII SEPEPUR, novamente realizado em São Paulo-SP (2014), teve como tema central o problemático diálogo entre o perfil consolidado da área e os desafios emergentes que questionam e apontam para novas demandas relativas ao ensino e à pesquisa em estudos urbanos e planejamento urbano e regional.

O VIII SEPEPUR, realizado em Porto Alegre-RS (2016), recolocou em pauta a formação para o planejamento territorial em suas diferentes expressões acadêmicas – doutorados e mestrados acadêmicos, mestrados profissionais, relação dessas formações com cursos de graduação de diferentes áreas, como arquitetura e urbanismo, economia, geografia e sociologia –, enfatizando a importância do diálogo sul-sul frente aos problemas vividos pelas metrópoles e instituições de ensino superior sul-americanas.

Em 2018 foi realizado o IX SEPEPUR em Campinas-SP, com o tema “O Planejamento Urbano e Regional em tempos de crise: mobilização, criatividade e resistência”. O seminário procurou relacionar o ensino, a pesquisa e a extensão aos desafios contemporâneos no contexto de crise institucional e política.

O X SEPEPUR, programado para acontecer em maio de 2020, na Praia da Pipa-RN, precisou ser adiado em função da pandemia de Covid-19. O evento foi finalmente realizado de forma remota, entre os meses de agosto e setembro de 2020. Com o tema “Desenvolvimento e Contradição no Brasil de Hoje”, o seminário propiciou o debate sobre o enfrentamento emergencial da crise sanitária no âmbito do ensino, pesquisa e extensão no campo dos estudos urbanos, mas também da permanente crise institucional.

Programado para acontecer de forma presencial, em São Paulo-SP, em novembro de 2022, o XI Seminário de Avaliação do Ensino, Pesquisa e Extensão em Estudos Urbanos e Regionais deverá discutir os desafios e as perspectivas do atual Sistema Nacional de Pós-graduação no campo dos estudos urbanos e planejamento, inclusive no que diz respeito à estrutura, avaliação e financiamento.

Para além dos Encontros Nacionais, a ANPUR realiza, a cada dois anos, os Seminários Nacionais de Avaliação do Ensino e Pesquisa em Estudos Urbanos e Regionais – SEPEPUR. Em 2022, a iniciativa incorporou “Extensão” em seu enunciado: Seminário de Avaliação do Ensino, Pesquisa & Extensão em Estudos Urbanos e Regionais.

Os Seminários, realizados em anos intercalados em relação aos ENANPURs, contam com a presença dos coordenadores e representantes de todos os Programas de Pós-Graduação e Centros de Pesquisa filiados e associados, de muitos de seus professores e estudantes, de representantes das agências públicas do Sistema Nacional de Educação e do Sistema Nacional de Pesquisa, procurando consolidar o amplo esforço reflexivo da ANPUR.

O I SEPEPUR, realizado em São Paulo-SP (2002), trouxe como pauta de discussão os impasses da ampliação da formação de terceiro grau e a relação entre o ensino público e o ensino privado. O evento procurou discutir a dualidade entre a formação crítica da universidade pública e a formação para o mercado da universidade privada, indagando sobre a possibilidade da independência da pesquisa numa universidade não pública.

O II SEPEPUR, ocorrido em Belo Horizonte-MG (2004), debateu as tendências e implicações da internacionalização do ensino, a interação entre a pesquisa acadêmica e a sociedade civil, as redes e grupos de pesquisa e cooperação interinstitucional.

O III SEPEPUR, realizado em Salvador-BA (2006), discutiu as perspectivas da área frente às diretrizes colocadas pelo Plano Nacional de Pós-Graduação 2005-2010, considerando a implantação da reforma universitária, as diretrizes de fomento à pesquisa no país e as potencialidades e limites dos formatos para a Pós-Graduação stricto-sensu.

O IV SEPEPUR, ocorrido em Belém-PA (2008), levantou os seguintes temas para discussão: a interação junto à sociedade civil, metodologias de ensino, internacionalização e visibilidade dos programas, procurando construir uma agenda de pesquisa e ensino para a área.

O V SEPEPUR, realizado em Florianópolis-SC (2010), explorou o papel da universidade frente à fragilização de paradigmas e a atualização do pensamento sobre a cidade, a região e o território como reflexão para o ensino e pesquisa da área. 

O VI SEPEPUR, ocorrido em Brasília-DF (2012), avaliou as propostas dos cursos de pós-graduação da área em relação às políticas e demandas dos Ministérios da Integração Nacional, das Cidades e do Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada, analisando o papel das universidades na formação do pensamento sobre as cidades e sobre o habitat, com o intuito de formular diretrizes para uma política da área urbana e regional.

O VII SEPEPUR, novamente realizado em São Paulo-SP (2014), teve como tema central o problemático diálogo entre o perfil consolidado da área e os desafios emergentes que questionam e apontam para novas demandas relativas ao ensino e à pesquisa em estudos urbanos e planejamento urbano e regional.

O VIII SEPEPUR, realizado em Porto Alegre-RS (2016), recolocou em pauta a formação para o planejamento territorial em suas diferentes expressões acadêmicas – doutorados e mestrados acadêmicos, mestrados profissionais, relação dessas formações com cursos de graduação de diferentes áreas, como arquitetura e urbanismo, economia, geografia e sociologia –, enfatizando a importância do diálogo sul-sul frente aos problemas vividos pelas metrópoles e instituições de ensino superior sul-americanas.

Em 2018 foi realizado o IX SEPEPUR em Campinas-SP, com o tema “O Planejamento Urbano e Regional em tempos de crise: mobilização, criatividade e resistência”. O seminário procurou relacionar o ensino, a pesquisa e a extensão aos desafios contemporâneos no contexto de crise institucional e política. 

O X SEPEPUR, programado para acontecer em maio de 2020, na Praia da Pipa-RN, precisou ser adiado em função da pandemia de Covid-19. O evento foi finalmente realizado de forma remota, entre os meses de agosto e setembro de 2020. Com o tema “Desenvolvimento e Contradição no Brasil de Hoje”, o seminário propiciou o debate sobre o enfrentamento emergencial da crise sanitária no âmbito do ensino, pesquisa e extensão no campo dos estudos urbanos, mas também da permanente crise institucional.

Programado para acontecer de forma presencial, em São Paulo-SP, em novembro de 2022, o XI Seminário de Avaliação do Ensino, Pesquisa e Extensão em Estudos Urbanos e Regionais deverá discutir os desafios e as perspectivas do atual Sistema Nacional de Pós-graduação no campo dos estudos urbanos e planejamento, inclusive no que diz respeito à estrutura, avaliação e financiamento.

Ano Edição Local Instituição Promotoras Site
2020 X Pipa (RN) PPEUR (UFRN) Acessar
2018 IX Campinas (SP) PPGDE (Unicamp) Acessar
2016 VIII Porto Alegre (RS) PROPUR (UFRGS)
2014 VII São Paulo (SP) FAUUSP
2012 VI Brasília (DF) PPG-FAU (UnB)
2010 V Florianópolis (SC) PPGG (UFSC)
2008 IV Belém (PA) NAEA (UFPA)
2006 III Salvador (BA) PPGAU (UFBA)
2004 II Belo Horizonte (MG) CEDEPLAR/PPGG
2002 I São Paulo (SP) FAUUSP