II Seminário Nacional de Educação e Desenvolvimento Regional

Entre os dias 16 e 19 de julho de 2019, o Programa de Mestrado em Desenvolvimento Regional, da Universidade do Contestado, localizada em Canoinhas/SC, realizará o II Seminário Nacional de Educação e Desenvolvimento Regional.

Eixos temáticos para submissão de trabalhos;
Eixo I – Educação e desenvolvimento regional
Eixo II – Políticas educacionais e desenvolvimento regional
Eixo III – Práticas inovadoras em educação e desenvolvimento regional

Inscrições gratuitas acesse o link.
até dia 30 de Junho
Inscrições de trabalhos até 15 de Junho

XVIII Encontro Nacional da ANPUR

De 27 a 31 de maio ocorreu no Centro de Convenções do Praiamar Hotel na cidade de Natal, RN o XVIII Encontro Nacional da ANPUR. Com cerca de 1.700 inscritos, com mais de uma centena de atividades programadas, entre oficinas, mesas redondas, sessões especiais, livres e temáticas, premiações, lançamento de livros e eventos paralelos.

O evento foi um sucesso, destacando-se a Conferência de Abertura “Desvitalização democrática e ressentimento político na Europa” (clicar no link) proferida pelo professor João Ferrão da Universidade de Lisboa e a Mesa de Encerramento “Tempos em/de Transformação – Utopias” (tema do evento) com os professores Márcio Moraes Valença (UFRN), Sara Raquel Fernandes Queiroz de Medeiros (UFRN), Carlos Bernardo Vainer (UFRJ), Raquel Rolnik (USP) e Ermínia Maricato – BRCidades.

Na abertura do evento, o professor Eduardo Nobre (presidente da ANPUR) proferiu o discurso anexo (clicar no link)

XVIII Seminário de Diamantina: Prorrogação de data de submissão

A data de submissão de artigos para o XVIII Seminário de Diamantina foi prorrogada para 23h59 do dia 22/05/2019.

O seminário ocorrerá na cidade de Diamantina(MG), entre 19 e 23 de agosto de 2019. Originalmente criado para refletir sobre Minas Gerais, o evento, realizado pela primeira vez em 1982 se ampliou para o âmbito nacional e internacional o escopo de suas discussões. Este ano, após as tragédias ocorridas em Mariana e em Brumadinho, o tema da crise da mineração em Minas Gerais e no Brasil será objeto de profunda reflexão.

Assim, nesta 18ª edição, é em torno do tema da crise da mineração que o seminário também pretende motivar reflexão crítica sobre aspectos centrais da superposição de crises, que se abatem hoje a realidade mineira e brasileira. Destacam-se a profunda crise do estado de Minas Gerais e do país, assim como profunda crise internacional, a um tempo, econômica, política, ambiental, geopolítica, humanitária, que se reflete em aprofundamento das desigualdades sociais, em desemprego e precarização do trabalho, em crise ambiental, em crise humanitária sob a forma de migrações forçadas, de intensos fluxos de refugiados, de violência e intolerância, que ameaçam a democracia e a paz.

Maiores informações clique no link.

Professora Sandra Lencioni recebe Prêmio Eidorfe Moreira de geografia regional

A professora Sandra recebendo o prémio por sua contribuição aos estudos de geografia regional. (Da esq. p/ dir.) Os professores Eduardo de Melo Salgueiro e Eliseu Sposito, respectivamente, da Unifesspa e da Unesp, durante entrega do Prêmio Eidorfe Moreira de Geografia Regional – Foto: Divulgação Unifesspa

A docente titular sênior Sandra Lencioni, do Departamento de Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, foi agraciada com o Prêmio Eidorfe Moreira de Geografia Regional, durante o I Simpósio Nacional de Geografia Regional (I Singer). O evento foi realizado de 24 a 26 de abril, no Instituto de Estudos do Trópico Úmido no campus da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), em Xinguara, no Estado do Pará. A organização foi feita por alguns integrantes do Grupo de Pesquisa Geografia Regional e Produção do Espaço (Gerpe) – entre eles o docente da Unifesspa Eudes Leopoldo, que é pós-doutorando em Geografia na FFLCH, e a professora Rita de Cássia Ariza da Cruz, do mesmo Departamento de Sandra.

Esta foi a primeira edição deste prêmio, que foi entregue a outros dois docentes também: Rogério Haesbaert e Saint-Clair Cordeiro da Trindade Júnior, respectivamente, da Universidade Federal Fluminense (UFF) e da Federal do Pará (UFPA). 

A notícia foi divulgada no site da FFLCH e a matéria a seguir.

II Prêmio Rodrigo Simões de Teses de Doutorado (2019)

A Tese de Doutorado “Práxis de Política Urbana no Brasil: Movimentos e Articulações Nacionais e Internacionais na Construção do Direito à Cidade” de Liana Silvia de Viveiros Oliveira, do PPGAU/UFBA foi escolhida pela comissão julgadora a vencedora do II Prêmio Rodrigo Simões de Teses de Doutorado (2019). A comissão também premiou três trabalhos como Menções Honrosas.

Tese Vencedora:

Título: Práxis de Política Urbana no Brasil: Movimentos e Articulações Nacionais e Internacionais na Construção do Direito à Cidade
Autora: Liana Silvia de Viveiros Oliveira
Instituição: PPGAU/UFBA

Menções honrosas:

Título: Reinventando o urbano. Práticas culturais nas periferias e direito à cidade
Autora: Clarice Libânio
Instituição: NPGAU/EA-UFMG

Título: O manejo interinstitucional da “degradação legítima”. A burocratização subordinada da avaliação de impactos ambientais no planejamento territorial coordenado pela política energética brasileira
Autor: Julio Cesar Silva Dias
Instituição: IPPUR/UFRJ

Título: Articulações, sinergias e coalizões entre agentes públicos e privados na reestruturação urbana e imobiliária em Pelotas (RS)
Autora: Natalia Daniela Soares Sá Britto
Instituição: POSGEA/UFRGS

A comissão julgadora foi composta pela Professora Dra. Nelba Azevedo Penna, o Professor Dr. Juliano Pamplona Ximenes Ponte, a Professora Dra. Virgínia Elisabete Etges e a Professora Dra. Virgínia Pitta Pontual, e presidida pelo Professor Tomás Antônio Moreira do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo.

Para ler o Edital em sua íntegra, clique no link.

Associações Científicas assinam manifesto em defesa do Sistema de Ensino de Pós-Graduação e a das Ciências Humanas, Sociais Aplicadas, Letras, Línguas e Artes

A Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Planejamento Urbano e Regional, a Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo, a Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Geografia, a Associação Brasileira de Antropologia e a Associação Brasileira de Estudos Populacionais assinaram juntas manifesto de indignação e repúdio às informações inverídicas sobre as Ciências Humanas, Sociais Aplicadas, Linguística, Letras e Arte apresentadas pelo Sr. Abraham Weintraub, na Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado Federal no dia 07 de maio próximo passado e contra o bloqueio de forma generalizada todas as bolsas de mestrado e doutorado e linhas de financiamento oferecidas pela Capes, que estavam temporariamente sem uso, numa clara tentativa de desmantelar o Sistema Brasileiro de Ensino Superior de Pós-Graduação. Essas ações demonstram a sua ignorância da História, disciplina pela qual demonstram desprezo, pois, ações como essas sempre tiveram impactos nefastos no Setor de Ciência e Tecnologia dos países e certamente afetarão sobremaneira o Desenvolvimento Nacional, condenando o Brasil à eterna dependência tecnológica e intelectual do exterior.

Clique no link para acessar o manifesto.