Manifesto contra Relatório do Banco Mundial a respeito do Ensino Superior Público e Gratuito no Brasil

A diretoria da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Planejamento Urbano e Regional (ANPUR) vem por meio desta se manifestar veementemente contra as sugestões do Banco Mundial para que o Brasil deixe de ter um Sistema de Ensino Superior Público Gratuito. Se no passado esse sistema apresentou distorções, privilegiando o acesso às já privilegiadas classes sociais de maior renda, a partir de 2012, com a adoção dos Sistemas de Cotas, ocorreu uma democratização desse sistema, permitindo que grupos historicamente excluídos desse processo, estudantes de baixa renda do ensino médio público e gratuito e os grupos autodeclarados PPI (preto, pardo e indígena), passassem a ter acesso à universidade pública e gratuita.

Em um país com uma das piores distribuições de renda do mundo, atacar a esfera pública sob o pretexto de um pretenso ajuste fiscal é no mínimo de má fé, pois já é amplamente comprovado que o desmonte dos sistemas públicos só agrava as desigualdades sociais. A defesa, por parte da grande mídia e dos grandes bancos, da cobrança de mensalidade nas universidades públicas, dos cortes orçamentários ao sistema de ciência e tecnologia e das frequentes ameaças ao financiamento de bolsas de estudo revelam uma postura ideológica contrária aos interesses da maioria da população, nada tendo a ver com questões fiscais de fato. Dessa forma, a ANPUR se manifesta contrária a toda e qualquer iniciativa que possa penalizar os grupos sociais de menor renda, historicamente excluídos do processo de desenvolvimento nacional e repudia fortemente a ingerência das agências multilaterais internacionais, que vêm historicamente se alinhando com o ideário e o discurso da elite financeira mundial em detrimento das políticas nacionais soberanas favoráveis à universidade pública, gratuita, de qualidade e promotoras de inclusão social.

Clique no link para ver o documento completo

A ANPUR esteve presente na Reunião do GPEAN – Global Planning Education Association Network

A ANPUR esteve presente na Reunião do GPEAN – Global Planning Education Association Network, que ocorreu durante a 57a Conferência da ACSP – Association of Collegiate Schools of Planning, de 12 a 15 de outubro de 2017 em Denver, EUA. O GPEAN  é uma entidade formada por onze associações de programas universitários na área de planejamento urbano e regional ao redor do mundo, incluindo a ANPUR, cujo principal objetivo é promover o intercâmbio internacional do ensino e pesquisa da área.

Além da publicação da Revista Dialogues in Urban and Regional Planning, o GPEAN é responsável pela organização do WPSC – World Planning Schools Conference a cada cinco anos. A ANPUR foi representada pelo seu presidente, Prof. Eduardo Nobre, que foi indicado como o coordenador da Comissão Organizadora do próximo WPSC em 2021.

 

Reunião do GPEAN, Escola de Desenho Ambiental, Campus Boulder, Universidade do Colorado, EUA. Autor: Bruce Stiftel, 2017

Comitê Coordenador do GPEAN, Montanhas Rochosas, Colorado, EUA. Autor: Bruce Stiftel, 2017.

 

 

 

 

 

VIII SEPEPUR e II Encontro das Revistas Científicas

Entre os dias 18 e 20 de maio de 2016, a ANPUR realizará o VIII Seminário de Ensino e Pesquisa em Planejamento Urbano e Regional (VIII SEPEPUR), na cidade de Porto Alegre. Preparamos um programa que, acreditamos se constituirá em excelente momento para discutirmos a “Formação para o planejamento territorial: experiências, diálogos, perspectivas”, tema central do evento. Para maiores informações sobre os eventos (organizadores, programa, inscrições, hospedagem), ver: https://www.ufrgs.br/viiisepepur2016/

Observem que, além de duas mesas redondas, a Comissão Organizadora e a Diretoria da ANPUR decidiram incluir no evento um “Workshop dos Programas de Pósgraduação da ANPUR”, que contará com os representantes de áreas da Capes e no CNPq.

Contamos com a presença de representações de nossos filiados/associados em Porto Alegre no VIII SEPEPUR – trazendo experiências e reflexões sobre o tema central do evento e participando da Assembleia, cuja convocatória oficial será encaminhada em breve – contribuindo desta forma para (re)pensar e discutir novas perspectivas para o ensino e a pesquisa na área de conhecimento do Planejamento Urbano e Regional.